Co-dependência e interdependência nas relações afetivas

A vulnerabilidade do co-dependente tem como fator predisponente uma FALHA NO VÍNCULO MÃE-FILHO, que pode ser agudizada, por exemplo, por fatores como uma separação, a morte de uma figura significativa ou qualquer outra coisa que abale o equilíbrio familiar.

Grosseiramente falando, é como se o co-dependente sentisse uma carência profunda da vinculação amorosa que ele não recebeu no seu vínculo original (mãe-filho, pai-filho) e na infância. • Os co-dependentes costumam sentir sensação de abandono durante a infância, e perpetuam essa sensação na fase adulta, tendo posturas que possam livrá-los da perda do amor. Só que, o que acontece, é que o co-dependente vai buscando na vida experiências tão dolorosas quanto as que teve lá atrás, com a intenção de dominá-las. • O objetivo da recuperação da co-dependência não é tornar-se um humano totalmente independente, frio e insensível, que até permite que o amor bata à sua porta, mas nunca deixa-o entrar, e sim ser capaz de construir relacionamentos saudáveis ​​e interdependentes: vínculos seguros nos quais os parceiros possam confiar um no outro, mas também manter suas identidades autônomas. • A interdependência é incrível. Ela permite que você ame de todo o seu coração sem se sacrificar no processo. Ela permite que você receba amor, apoio e afeto sem ser DEPENDENTE desse afeto. • A interdependência permite que ambos os parceiros vejam o outro exatamente como eles são - não através das lentes da idealização, do medo do abandono ou de feridas não cicatrizadas. •

Algumas características:

Na co-dependência:

Se você me ama, eu me amo; Espero que todas as minhas necessidades sejam atendidas através de você; Busco relações onde eu possa salvar ou consertar o outro; Requer outro (ou outros) indivíduos para ter a sensação de segurança; Só sente autoconfiança quando dedicado às necessidades dos outros; Os relacionamentos são criados com a perspectiva de ensinar ao outro o que eu julgo que é melhor para ele; O co-dependente joga o foco na outra pessoa, faz muito por ela e pouco por si; O co-dependente tem muito medo de ficar sozinho, por isso faz tudo para garantir afeto e se sentir indispensável na relação.

Já na interdependência:

Aprendo a cuidar e amar a mim e a você; Reservamos espaço para as emoções uns dos outros; Atendemos às necessidades uns dos outros e às nossas; Há proteção, segurança e comunicação aberta; Relacionamentos são espaços de evolução mútua.

• Vamos de psicoterapia para tratar a co-dependência? Vamos pensar em abrir mão dos mecanismos de defesa, vivenciar as perdas e elaborar os lutos? Vamos amar de forma verdadeira e saudável? Vem comigo!

✈ Acha que alguém pode se beneficiar com esse conteúdo?! Compartilha!

🧠 #Psicóloga CRP-03/13737 Psicoterapeuta de casais

💻 Atendimento Online autorizado pelo Conselho Regional de #Psicologia

🇧🇷 Atendimento a #brasileirosnoexterior

⚠️ Esse 'post' é para reflexão e não substitui psicoterapia

#relacoesafetivas#relacoeshumanas#relacionamentosaudavel#relacionamentoconsciente#autoestima#terapiadecasal#TerapiaDeReorganizaçãoDoRelacionamento#InteligênciaRelacional

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Nem toda mãe é boa. Nem toda mãe ama o filho.

No post de hoje, quero conversar com você sobre mãe narcisista. A mãe narcisista é uma mulher com um transtorno de personalidade, comumente vista como uma pessoa de personalidade problemática, difícil

Mas eu só quero é ser feliz

Já faz um tempo que as pessoas estão insatisfeitas com suas vidas, e estão em busca da felicidade. Quem não lembra do Rap da Felicidade, lançado na década de 90, e que dizia: “Mas eu só queeero é ser

  • Instagram

Atendimento

Presencial

 

Av. Anita Garibaldi, 1477, Sala 107

Centro Médico Alexander Fleming

Garibaldi, Salvador|BA

Atendimento

Online

 

Para você que é de outro estado, disponibilizo um canal online seguro para atendimentos à distância.

*Psicóloga autorizada pelo Conselho Regional de Psicologia

Izabelle

Nossa

 

71 99939 5356

falecom@izabellenossa.com.br

Vamos conversar?

© 2020 por Aflora Design